Bahia goleia o Remo pela Copa do Brasil e se classifica para as Oitavas de Final. Campinense apenas empata com o CSP pelo Campeonato Paraibano :

Bahia x Remo
BAHIA 4x0 REMO




No estádio de Pituaçu, em Salvador, o Bahia goleou o Clube do Remo por 4x0 e com isso avançou para a terceira fase da Copa do Brasil, as oitavas de final. A partida era válida pelo jogo de volta da 2ª fase da competição e o time comandado pelo técnico Paulo Roberto Falcão não deu chances ao Remo e passou sem dificuldades de fase e agora enfrentará em jogos de ida e volta a equipe da Portuguesa. Com um público de 14.896 torcedores, o Bahia, jogando em casa fez uma bela exibição e os gols o Tricolor foram marcados por Lulinha (aos 13 minutos do 2º tempo), Rafael Donato (aos 27 minutos do 2º tempo), Júnior (aos 30 minutos do 2º tempo) e Vander (aos 34 minutos do 2º tempo). Cartões amarelos: Rafael Donato, Madson, Fahel e Vander (Bahia) e Juan Sosa, Jhonatan, Edinho e Diego Barros (Remo). Antes de seguir na competição, o Bahia entra em campo no próximo domingo pelo Campeonato Baiano diante do Vitória da Conquista, pelo jogo de ida das semifinais do estadual. Já o Remo, que foi eliminado da Copa do Brasil, volta a campo contra o Águia de Marabá, no próximo domingo no 1º jogo dos dois que fará com o Águia nas semifinais do 2º turno do Campeonato Paraense.


CSP 1 x 1 Campinense, na Graça (Foto: Larissa Keren)

CSP x Campinense-PB
CSP 1x1 CAMPINENSE


O empate fora de casa foi muito ruim para o Campinense, que com isso, deixa a liderança escapar de suas mãos e vai logo para o Treze-PB - seu tradicional arquirrival de Campina Grande-PB. Isso porque o Treze-PB venceu sua partida por 1x0 diante do Nacional de Patos, na quarta-feira e ficou dependendo de um tropeço do Campinense para retomar a liderança. E, como o Campinense só empatou com o CSP, o Galo da Borborema novamente voltou para a dianteira da classificação do Campeonato Paraibano de 2012. O Campinense abriu vantagem no placar aos 20 minutos com gol de Warley, que é o artilheiro do Paraibano, mas o CSP empatou aos 37 minutos com gol de Van Basten, que gerou muita confusão no Estádio da Graça, em João Pessoa. Esse empate tirou as chances de classificação do CSP para a próxima fase do estadual. Na próxima rodada, o CSP joga contra o Nacional de Patos no próximo domingo no estádio José Cavalcanti, em Patos-PB. Já o Campinense pegará o Esporte no mesmo dia, no estádio Amigão, em Campina Grande. O Campinense está na 2ª colocação com31 pontos (dois a menos que o líder Treze-PB) e o CSP está em 7º com 25 pontos.


CONFUSÃO DURANTE A PARTIDA




Se o número de gols na partida entre o CSP e o Campinense foi pouco, apenas 2 (um pra cada lado), o que sobrou foi confusão dentro e fora de campo no estádio da Graça em João Pessoa, capital da Paraíba. Os jogadores se estranharam e chegaram a se agredir fisicamente. Membros da comissão técnica do Campinense discutiram com os árbitros da partida e, no final do confronto, torcedores se agrediram verbalmente e foi preciso a intervenção da polícia. No fim do 1º tempo, os árbitros foram cercados por jogadores e, depois, por integrantes da comissão técnica do Campinense, e precisaram ser escoltados pela polícia. O quarteto de árbitros sequer foram para os vestiários durante os 15 minutos de intervalo.

CSP 1 x 1 Campinense, na Graça (Foto: Larissa Keren)


No segundo tempo o atacante Claudinho, do CSP, e o meia Padilha, do Campinense, se agrediram com tapas e xingamentos dentro de campo e foram expulsos. Na saída para os vestiários, os dois voltaram a se estranhar e trocaram socos e pontapés. Com isso, os reservas do CSP correram em defesa de Claudinho e os reservas do CSP fizeram o mesmo e iniciuo-se nova confusão com troca de empurrões entre os atletas. No final da partida foi a vez de algusn torcedores roubarem a cena e provocarem mais confusão que só acabou com a intervenção da polícia. Mas nessa hora os jogadores já estavam todos nos vestiários. O saldo de toda essa baderna, resultou no grande número de cartões: Cartões Amarelos: Jaílson, Carlos Caaporã e Léo Oliveira (CSP); Breno e Renatinho (Campinense). Cartões Vermelhos: Claudinho (CSP) e Padilha (Campinense).






1 comentário

Anônimo em 20 de abril de 2012 19:15

Que baderna essa lá da Paraíba! Que povo nervoso.

 
▲ Topo