Libertadores: Na altitude de La Paz, Santos perde para o Bolívar-BOL e objetos são atirados no campo pela torcida boliviana!

Neymar tenta jogada na partida entre Santos e Bolívar

BOL x SAN
BOLÍVAR-BOL 2x1 SANTOS

http://3.bp.blogspot.com/_OfkqvQqHznw/SZLVfMQeybI/AAAAAAAADrM/GjnJo03opXE/s400/Logo_Libertadores.jpg


Mesmo diante do atual campeão da Libertadores, a equipe da casa, o Bolívar, fez valer o mando de campo e baute o Santos por 2x1, em jogo onde as faltas foram decisivas. O meia Campos marcou os dois gols da equipe boliviana, enquanto Maranhão descontou para o Santos. O jogo foi em La Paz, capital da Bolívia, em mais de 3.600 metros acima do nível do mar. Agora a equipe brasileira precisa de uma vitória por 1 a 0 em Santos para eliminar o rival.


Neymar sofreu com a marcação implácavel e violenta dos rivais e chegou a cair no gramado durante o segundo tempo da partida, alegando ter sido atingido por um objeto atirado das arquibancadas. "Vai ter volta", disse, ao sair do gramado. O Bolívar começou o jogo a mil por hora e nem deu chances para o Santos respirar. Logo aos dois minutos, em uma falta na intermediária, Campos soltou uma bomba que bateu na trave, nas costas de Rafael e entrou, abrindo o placar.

Depois de pressão inicial dos donos da casa, o Santos equilibrou a partida e respondeu após uma das inúmeras faltas sobre Neymar. Aos 34 minutos da primeira etapa, Elano foi para a bola parada, cobrou com precisão para a defesa de Arguello, mas no rebote, Maranhão colocou para o fundo da rede. Contudo, em um novo lance de bola parada o Bolívar voltou a marcar, aos 27 da segunda etapa, mais uma vez em cobrança de Campos.


O Santos até tentou reagir e pelos pés do seu craque, Neymar, quase empatou mais uma vez, faltando cinco minutos para o fim do jogo. A partida de volta entre as duas equipes acontece no dia 10 de maio, na Vila Belmiro. O vencedor do duelo encara quem se classificar do confronto entre Vélez Sarsfield e Nacional de Medellín, que será iniciado na próxima terça-feira.


Neymar leva pedrada Santos x Bolivar (Foto: EFE)

TORCIDA DO BOLÍVAR-BOL ATIRA DIVERSOS OBJETOS NO GRAMADO E ACABA ATINGINDO NEYMAR !


O jogador Neymar foi alvo de objetos variados, atirados pelos torcedores bolivianos em um escanteio a favor dos brasileiros, logo após o segundo gol do time da casa. Foi atingido no rosto por um deles. De acordo com o técnico Muricy Ramalho, até uma banana foi lançada na direção de Neymar. Caído em campo, o atleta viu a polícia boliviana intervir de forma tardia e cercar os médicos do clube, que faziam o seu atendimento próximo à bandeira de escanteio. Ao se levantar, Neymar mostrou extrema irritação com a hostil recepção dos bolivianos e deixou a cobrança do escanteio para Ganso.



Na saída do gramado do Estádio Hernando Siles, a cena se repetiu e Neymar disparou críticas pesadas aos torcedores locais. "Eu só tenho uma coisa para falar: não tem só o jogo de ida, tem a volta também", avisou. Sem muitas palavras, o camisa 11 santista espera que a torcida lote a Vila Belmiro, provável palco do confronto de volta das oitavas de final da Libertadores, no dia 10 de maio, e empurre o time para virar o resultado. Se vencer por 1x0, o Santos estará classificado para as quartas de final. "Lá em Santos eles vão ver", resumiu Neymar, que atuou gripado contra o Bolívar e, apesar das boas chances que teve para marcar, não conseguiu marcar em La Paz seu centésimo gol como jogador profissional.


O técnico Muricy também fez críticas duras ao comportamento do público local. "Nós não aceitamos o tratamento que recebemos aqui, em La Paz. Jogaram pedra de todos os lados e atiraram uma banana no Neymar. Isso é absurdo, algo completamente inaceitável", disse o treinador, que ainda questionou a conduta do árbitro chileno Enrique Osses e pediu providências da Conmebol, responsável pela organização da Libertadores. Apesar disso, Muricy Ramalho não acredita que o Bolívar será punido pelos acontecimentos de quarta. "Jogar aqui é muito triste. O árbitro ainda falou para o Ganso que o que aconteceu teve relação com o nosso atraso, na volta para o 2º tempo. Então, você vê o nível de quem está na Conmebol."




1 comentário

Anônimo em 27 de abril de 2012 09:53

Neynar fez um pouco de teatro, mas a torcida boliviana tinha que ter outro comportamento e serem mais educados e receptivos, agora se jogaram banana também ,aí que agrava a coisa, foi racismo então.

Mais nada mudará nesse futebol da América do Sul, onde torcedores fazem o que querem e a CONMEBOL faz de conta que organiza .

 
▲ Topo