Copa do Brasil: Atlético-PR venceu o Criciúma fora de casa e o Atlético-GO derrotou a Ponte Preta de virada em Goiânia!

O atacante Guerrón marcou os dois gols do Atlético-PR, que pode empatar o jogo de volta na próxima quinta-feira para avançar na Copa do Brasil  Foto: Ulisses Job/Futura Press

Criciúma x Atlético-PR
CRICIÚMA 1x2 ATLÉTICO-PR




O Atlético-PR saiu na frente do Criciúma na briga por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, mas deixou o Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma-SC, com motivos de reclamação: apesar da vitória por 2x1 fora de casa, o Furacão não conseguiu eliminar a partida de volta, em Curitiba, por conta de um gol irregular marcado por Zé Carlos no 2º tempo da partida, mas foi validado pelo árbitro José de Caldas Souza. O Atlético-PR venceu com dois gols de Guerrón: o equatoriano abriu o marcador aos 33 minutos de jogo e fez o segundo aos 28 minutos da etapa final. Entretanto, um gol polêmico do Criciúma aos 19 minutos do 2º tempo impediu que o Atlético-PR eliminasse o jogo de volta: Zé Carlos usou a cabeça para tirar uma bola que estava na mão do goleiro Vinícius, sozinho, empurrou para a rede, enquanto o time paranaense reclamava com a arbitragem - que validou a jogada. No jogo de volta, o Atlético-PR, comandado pelo técnico Juan Ramón Carrasco, poderá empatar ou até perder por 1x0 que avançará para a 3ª fase da Copa do Brasil. Quem avançar pega o vencedor da chave Cruzeiro x Chapecoense.


Bida tenta finalizar contra a Ponte Preta (Foto: Cristiano Borges / O Popular)

Atlético-GO
x Ponte Preta
ATLÉTICO-GO 2x1 PONTE PRETA

O técnico Adilson Batista, recém-contratado pelo Atlético-GO já quis ficar no banco de reservas, no comando do seu novo time. E a estratégia deu certo: o time goiano venceu Ponte Preta por 2x1, de virada, pela Copa do Brasil. O jogo até começou bom para a Ponte Preta. Afinal, com apenas 7 minutos de jogo, Renato Cajá cobrou falta de longe e, em posição duvidosa, Roger abriu o placar para o time alvinegro. O juiz não marcou impedimento de Ferron e por isso os visitantes fizeram a festa.
Depois disso, o Atlético-GO melhorou no jogo, consequiu equilibrar a partida, mas não mostrou precisão nas finalizações. A principal oportunidade de gol foi desperdiçada de forma inacreditável por Marcão. Ele ficou sozinho e recebeu passe rasteiro dentro da pequena área. Porém, mesmo sem goleiro, chutou a bola por cima do gol. Com isso, as equipes foram para os vestiários com o 1x0 no placar e voltaram para fazer um jogo mais truncado no segundo tempo. Tanto que o segundo gol do jogo só foi sair em uma cobrança de escanteio, quando Gilson subiu e empatou o jogo com um gol de cabeça, aos 16 minutos.




Nem o gol serviu para animar o jogo, que continuou com poucas chances de gol, já que os dois times erravam muitos passes no ataque. Porém, aos 24min, uma falha do goleiro Lauro resultou no segundo gol do Atlético-GO: após cruzamento de Felipe, ele saiu para buscar a bola, mas William conseguiu o desvio de cabeça e decretou a virada do time goiano. O gol só serviu para aumentar a pressão do Atlético-GO, já que a Ponte demorou para esboçar qualquer reação. O time de Campinas só criou chances nos minutos finais, mas o goleiro Márcio evitou qualquer possibilidade de empate. Com isso, a festa do time da casa foi completa e a vantagem do empate foi assegurada pelo Atlético-GO. Quem se classificar para as oitavas de final vai enfrentar o vencedor do duelo entre São Paulo e Bahia de Feira.




1 comentário

Gabriel Tramarin -Conexão Paulista em 7 de abril de 2012 20:58

O gol do Criciúma foi dantesco, o cara tirou da mão do goleiro. Não costumo falar de erros de arbitragem que pra mim não influenciam no jogo, mas esse foi foda !



BLOG
Europa a limpo: As quartas de final da UCL
Boca Juniors 0x1 Paysandu -Oitavas de Final -Libertadores 2003

TWITTER E FACEBOOK
CP no Twitter !
CP no Facebook

 
▲ Topo