Vídeo: Repórter é agredido e ainda é expulso de campo em GO!


 ACONTECEU EM MORRINHOS (GO):
Repórter é retirado da beira do campo pela polícia que também agrediram torcedores visitantes!

Morrinhos  x   Anapolina

Na tarde de ontem (dia 07), na cidade de Morrinhos-GO, em uma partida válida pela 2ª divisão do Campeonato Goiano, uma cena curiosa porém não muito agradável, o que mostra o despreparo e a arrogância de certas pessoas que trabalham com o futebol que pensam que estão acima do bem e do mal e que podem fazer tudo o que quiserem. Podem até não terem a punição mas hoje não passam despercebidos sendo que estamos na era das redes sociais e tudo torna-se público, mesmo que eles não queiram.

O repórter Tony Marizú, da equipe da Rádio Manchester, de Anápolis-GO estava fazendo a sua cobertura da partida entre Morrinhos e Anapolina, no estádio João Vilela, quando foi agredido e depois retirado (expulso) da beira o gramado por seguranças. Motivo: o repórter trabalha para uma rádio de fora (Anápolis - cidade do time visitante, que é a Anapolina) e criticou o estado do gramado do estádio João Vilela além de criticar também porque a polícia estava agredindo apenas os torcedores do time visitante, sendo que houve uma briga entre as duas torcidas e os policiais foram pra cima apenas dos torcedores da Anapolina. Tony Marizú não foi conduzido, pelo contrário, foi expulso e arrastado a força, como se fosse um marginal! Veja a confusão no vídeo abaixo:


O repórter Tony Marizú, estava devidamente identificado com o colete laranja (que era o que os profissionais da imprensa estavam usando) e com o m icrofone nas mãos que na confusão foi retirado dele até que um colega de imprensa lhe entregou. O fato é que o gramado do estádio João Vilela estava realmente muito ruim e a administração do estádio deveria era cuidar dessa praça esportiva ao invés de coibir o trabalho da imprensa nessa perseguição barata, ridícula e dispensável.  O pior nisso é que um representante da Federação Goiana de Futebol estava no portal que dividia o gramado para as arquibancadas e ainda abriu o portão para que o jornalista fosse retirado da beira do campo e nada fez para saber o que de fato tinha acontecido com Tony Marizú, um profissional da imprensa que foi humilhado durante essa partida diante de seus colegas e da torcida.

Lembrando que o estádio não é do Morrinhos Futebol Clube, essa equipe manda seus jogos lá pois a responsabilidade é municipal, ou seja, da Prefeitura de Morrinhos. O que também não isenta a diretoria do clube ou de pessoas ligadas a ele nesse fato lamentável, pois o Morrinhos naquela ocasião era o mandante e a mando de quem os policiais retiraram o repórter com tanta disposição assim? Deve-se agora saber quem estava por trás disso tudo e ainda cobrar da Secretaria Municipal de Esportes o porque de não estar sendo feita a manutenção do gramado como deveria.

Torcedores da Anapolina também foram agredidos pela polícia em Morrinhos-GO

Alguns torcedores da Anapolina foram agredidos por policiais militares, sendo que um deles após apanhar da polícia, foi encaminhado para atendimento médico ainda no estádio. A imagem do vídeo acima mostra o rapaz com ferimentos e com o rosto sangrando. Enquanto isso parte da torcida do Morrinhos incitava e parecia gostar da truculência e da agressão da polícia para com a torcida adversária. Anapolina e Morinhos caíram juntas para a 2ª divisão goiana no ano passado, já a partida de ontem, depois de tanta confusão, terminou empatada em 2x2. 

Esse jogo fez parte da 11ª rodada da segunda divisão estadual, onde a Anapolina agora está na vice-liderança com 24 pontos, enquanto a equipe do Morrinhos está no 5º lugar com 16 pontos. O líder da Segundona é o Trindade, com 25 pontos. Os gols da partida foram marcados po Éder (1 minuto do 1º tempo) e Gabriel 45 do 2º tempo (Morrinhos); os gols da Anapolina foram marcados no 2º tempo: Romarinho (aos 34 minutos) e Cris (aos 36 minutos). 

 
RESPOSTA DA PRESIDÊNCIA DO MORRINHOS FC:

Hoje às 14:58 hs, nós entramos em contato com o presidente do Morrinhos Futebol Clube, o Sr. José Lucimar de Paula e ele prontamente nos atendeu através de seu telefone celular logo na primeira tentativa de contato e explicou que a briga começou quando um torcedor do Morrinhos andava com sua namorada na arquibancada e um torcedor da Anapolina havia pego nas nádegas da moça e assim logicamente o torcedor do Morrinhos não gostou, foi onde começou a confusão. Sendo assim o repórter Toni Marizú, da Rádio Manchester de Anápolis, começou  a xingar os policiais e falar mal da cidade, da estrutura do estádio, dentre outras coisas. Como o repórter não parou com as ofensas, os policiais retiraram dele o microfone e o colocaram para fora da área que fica a imprensa. Perguntei a ele se por ventura a retirada de Toni Marizú foi alguma orientação de alguém do Morrinhos FC ou da Prefeitura da cidade e ele negou afirmando que não houve interferência e que a decisão foi exclusivamente da polícia. Essa é a versão do Morrinhos, clube mandante na partida de ontem onde ocorreu essa confusão.


FGF DIZ QUE NÃO CONSTA NADA NA SÚMULA

Falei também por telefone com Roberto Sampaio da Silva, ele é Coordenador Técnico na Federação Goiana de Futebol e disse que como o acontecimento foi um fator extra-campo e também por não constar nada na súmula, ele assim como a FGF não tem nada a declarar sobre o assunto. Pois ele não estava lá e as informações que tem são suficientes para eles saberem de fato o que realmente ocorreu, sendo assim, não podem se manifestar.



5 comentários

Heitor em 8 de julho de 2013 13:04

O que se esperar de uma polícia despreparada emocionalmente.
Queria tentos ver esses policiais empenhados assim para combaterem o crime!

Queria ver eles brabos assim era contra os traficantes fortemente armados, aí queria ver se eles eram machos assim!

Bando de covardes, vagabundos.

Anônimo em 8 de julho de 2013 13:52

E vai continuar como se nada tivesse acontecido, devido a nossa Federação de Futebol que é frouxa!

Marciel em 8 de julho de 2013 16:40

Porque não expulsam o árbitro, ou os presidentes dos clubes.

Agora ninguém tem culpa né. Essa polícia tem que ter vergonha

Anônimo em 8 de julho de 2013 18:39

Porquê vocês que aqui comentaram não sabem que a verdade é que o repórter foi insultar os policiais por causa de outro rapaz que ali estava também trabalhando e esse tal repórter não o queria por perto, talvez por inveja né? Os policiais não têm que aguentar encheção de saco e xingamentos não, eles foram preparados para isso mesmo!

Anônimo em 10 de julho de 2013 17:17

A pessoa que vc diz que um representante da federação que abriu o portão para o reporter sair, na verdade é um maqueiro q estava com uma camiseta com a logo da FGF.

 
▲ Topo