Caso Valério Luiz: Para a polícia, Mauricio Sampaio, (ex-dirigente do Atlético-GO e dono da rádio 730) é o principal suspeito de ser o mandante do assassinato do jornalista Valério Luiz!

PELA 1ª VEZ POLÍCIA CONFIRMA NOME DE MAURICIO SAMPAIO, EX DIRIGENTE DO ATLÉTICO-GO, COMO SUSPEITO NO CRIME!!!

Conforme informamos ontem aqui em nosso blog com informações do site do Jornal Opção, depois de 211 dias da morte do jornalista esportivo Valério Luiz de Oliveira a polícia civil do estado de Goiás finalmente começou a apresentar os acusados desse crime brutal e que chocou a cidade. Três homens foram detidos acusados de participarem desse crime, um deles, um açougueiro conhecido como "Marquinhos" confessou que foi ele quem efetuou os disparos.

Valério Luiz foi assassinado com vários tiros à queima roupa logo após às 14 horas do dia 05 de julho de 2011 quando um motocicleta que estava por cerca de no mínimo 40 minutos nas próximidades da Rádio Jornal, no Setor Serrinha, região sul de Goiânia, efetuou os disparos que contra o jornalista que morreu ali mesmo no local. 

Conforme informamos ontem aqui em nosso blog com informações do site do Jornal Opção, três homens foram detidos acusados de participarem desse crime, um deles, um açougueiro conhecido como "Marquinhos" confessou que foi ele quem efetuou os disparos.

De acordo com as investigações, o assassino confesso do comentarista esportivo, o ladrão de carros e açougueiro Marcos Vinicius Pereira Xavier, teria sido escolhido para cometer o crime porque foi apontado por policiais militares, que o agenciaram, como um homem “frio”, “atirador experimentado” e “corajoso”. Ele seria um criminoso temerário, acostumado a roubar automóveis nos períodos diurno e noturno. Há outro criminoso na família, seu irmão, que, em 2012, queimou uma pessoa viva. Marcos Vinicius, o Marquinhos, tem 28 anos e tem passagens pela polícia por roubo de carros e lesão corporal. Até ser preso, era citado como um homem “discreto” e “operacional” e “pau pra toda obra”.

Os outros dois detidos são: Djalma da Silva (conhecido como "Da Silva" - Sargento da Polícia Militar-GO) e Urbano Carvalho. De acordo com a polícia, Urbano estaria em uma casa alugada próxima a rádio Jornal AM 820 e dali ficou observando a rotina do jornalista. Fontes da polícia garantem que Urbano Carvalho tem ligações estreitas com o empresário Mauricio Sampaio, suspeito de ser o mandante do crime, inclusive, Urbano era motorista particular do empresário. Já o Sargento Da Silva tentou reagir à prisão e foi contido por policiais do Grupo Tático 3 (GT 3) da Polícia Civil, um oficial da Corregedoria da PM-GO também ajudou. O militar teria sido procurado por Urbano para dar apoio na execução do crime, com limpeza de provas e alteração de evidências. O sargento Da Silva também é conhecido por fazer bico de segurança de empresários donos de rádio e de dirigentes de clubes de futebol.

Em 05 de julho de 2012, Valério Luiz (foto) foi assassinado em plena luz do dia por um motociclista em frente à rádio na qual o jornalista esportivo trabalhava!

De acordo com  a polícia, estima-se que no prazo de 60 dias eles já cheguem ao mandante do assassinato do jornalista esportivo e deem o inquérito por encerrado. Ontem em entrevista a Rede Record Goiás,  o delegado Wellington Carvalho disse que o empresário Maurício Sampaio, titular de um cartório em Goiânia, é suspeito de envolvimento no assassinato do comentarista. Isso se deve porque Marquinhos, disse em seu depoimento que o crime fora encomendado pelo "patrão" de Urbano. Maurício Sampaio é apontado como “patrão” de Urbano, embora não tenha sido apresentada prova do fato. 

Há um detalhe que liga Maurício Sampaio a Urbano: Segundo o Ministério Público e a Polícia Civil, a casa de onde Urbano fez a campana para registrar a rotina de Valério Luiz - nas proximidades onde Rádio Jornal 820 - é de propriedade do cartorário Maurício Sampaio. Urbano afirmou que morava em uma residência de propriedade do ex-dirigente do Atlético e sócio da Rádio 730, Maurício Sampaio, de onde acompanhou a rotina da vítima. O suposto mandante do crime continua solto e a titular da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), Adriana Ribeiro, passou a tarde de ontem ouvindo novos depoimentos.

Manoel de Oliveira, pai de Valério Luiz, nunca deixou de cobrar das autoridades as providências necessárias para a elucidação desse crime. Em seu programa "TBC News Esportes" (que vai ao ar 3 vezes na semana na TBC News - afiliada da Rede Cultura aqui em Goiás), ele mostra  um vídeo no encerramento de cada edição, que mostra Valério Luiz dizendo: "O tempo é o senhor da razão" em alusão a sede de justiça que tarda mais sempre chega. E depois tem uma mensagem cobrando justiça. Mané também sofreu com assaltos no Clube do Mané, seu clube particular, nesse período após a morte de seu filho, sendo que uma das vezes o seu clube foi alvejado no início da madrugada. Mané sempre fui valente e determinado, disse que o mandante é uma pessoa muito poderosa e desde o início mostrou que sabia de quem se tratava porém não poderia falar sem provas.

O assunto da prisão dos suspeitos da morte de Valério Luiz foi manhete nas capas dos principais jornais de Goiânia neste sábado (02/02) e a apreensão por novas prisões toma conta da imprensa e da população em geral que está acompanhando o desenrolar desse crime. Mauricio Sampaio era vice-presidente do Atlético Clube Goianiense até o ano passado. Ele é dono da Rádio 730 AM onde a principal atração é a programação esportiva. A polícia estima que Sampaio tenha um lucro médio mensal de R$ 2 milhões, em decorrência das inúmeras propriedades que ele tem posse, além da rádio e do cartório. Desde o crime, Mauricio Sampaio esteve dentre os principais suspeitos de ser mandate do crime tendo em vista seu desentendimento com Valério Luiz, que também é torcedor do Atlético-GO, e não poupou críticas às atitudes da diretoria do clube inclusive chegou a mencionar que o clube rubronegro estava participando do esquema do contraventor Carlinhos Cachoeira! Vale lembrar que a Construtora Delta era uma das patrocinadoras do Atlético-GO. 

Como Valério Luiz tinha a característica de fazer essas críticas contundentes, o clube impediu não só Valério mas toda a equipe da Rádio Jornal e da PUC TV Goiás de adentrarem nas dependências do clube, quer sejam na sede no bairro de Campinas quer seja no CT que fica no Setor Urias Magalhães, por causa das críticas feitas pelo jornalista ao clube atleticano. Outro fato que deixa explícita o público desentendimento entre Mauricio Sampaio e Valério Luiz é que Charlie Pereira, que estava trabalhando na Rádio 730 (de propriedade de Mauricio Sampaio) também trabalhava na emissora de tv PUCTV Goiás, no mesmo programa do qual Valério Luiz também era comentarista. Mauricio Sampaio deu um ultimato a Charlie Pereira para que ele escolhesse se trabalharia na Radio 730 ou na PUC TV pois o Valério era seu inimigo e se ele ficasse do lado de seu inimigo era inimigo dele também.
  
Logo após ser informado das prisões, Mané de Oliveira (foto) foi até a delegacia para acompanhar e obter mais informações

MANOEL DE OLIVEIRA: "QUERO VER ESSE BANDIDO NA CADEIA!"

O cronista esportivo Manoel de Olveira (também chamado de Mané de Oliveira), pai de Valério Luiz cobra desde o assassinato, que ninguém esqueça esse crime, e vem contando com o apoio dos internautas nas redes sociais e ontem, primeiro dia das prisões dos suspeitos, ele novamente emocionado comentou: “A gente fica com um certo alívio, mas fica a expectativa de saber quem foi o mandante. Quero ver esse bandido que mandou matar meu filho na cadeia", afirmou, chorando.  

Manoel de Oliveira  ainda afirma que o mandante é uma pessoa poderosa e que não vai ficar satisfeito apenas com a prisão. “Sabemos como funciona no Brasil. Quem tem dinheiro não fica preso. Mas, assim como estou cobrando da polícia, vou cobrar do Judiciário não só para prender, mas para manter essa pessoa atrás das grades. O Judiciário vai ter de me aguentar,” promete. Mané lembra que, desde a morte do filho, a vida de toda a família mudou drasticamente. “Mesmo quando concluírem o caso e prenderem todo mundo, minha vida nunca mais será a mesma,” lamentou o pai de Valério Luiz.
 ____________________________________________________________________
 LEIAM TAMBÉM: 
Maurício Sampaio (ex dirigente do Atlético-GO) foi preso acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista esportivo!


8 comentários

Anônimo em 2 de fevereiro de 2013 22:12

Boa noite

Me solidarizo com a família do Mané, e que esses criminosos apodreçam na cadeia, e depois quando passarem para o outro lado que o inferno seja o Hotel dessa corja.
Aproveito esse blog para tecer o comentário, porque a 730 filtra e só deixa passar o que lhe convém. A credibilidade que ela tinha, para mim foi para o ralo. Agora entendo porque o charlie pereira, no caso da TV da UCG, colocou o rabinho no meio das pernas e voltou para a 730. Também estava com medo de morrer.Por essas e outras, como pode uma pessoa dessa trabalhar no ramo de jornalismo....Um desacreditado sem dúvida alguma.
Também quero ver como os contundentes jornalistas matinais da 730 tipo Nilson gomes, vão tratar esse assunto que pipocou hoje em toda a mídia..

Boa noite a todos..

Anônimo em 3 de fevereiro de 2013 09:30

Realmente, uma história dramática.
Todavia, o Manuel de Oliveira também é indiretamente, responsável pelo que aconteceu!
Não pelas críticas!
Vamos retroceder:
Rádio 730 = Rádio K = Kajurú (amigão do Datena).
Quem trouxe e abraçou o Kajurú?
Com o Kajurú, vieram muitos outros de sua espécie!
Quantos chorumes carcamanos, aportaram (aportam até hoje) em Goiás, após a chegada do Cajurú?

Anônimo em 3 de fevereiro de 2013 20:02

Mane de Oliveira, esse e o preço que voce esta pagando, em ficar ao lado dessa corja, pois o que voce fez com o KAJURU, quando este, foi expulso do estado de goias com sua esposa, agora voce esta recebendo dos seus amigos poderosos, e, nao adianta vc achar que vai ser diferente com seu filho, que nao vai, e o judiciario nao vai funcionar, o todo poderoso, seus amigos, marconi perigo e mauricio sampaio, vao ficar soltos ai, tranquilos, e seu filho, se foi, uma pena, baita pessoa e profissional, mas esse e o preço que se paga, em ficar do lado dos corruptos.
att
seu amigo verdadeiro

Murilo em 4 de fevereiro de 2013 09:48

Todo mundo já sabia mesmo que o nome do possível mandante era o do empresário Maurício Sampaio!

Agora cabe a ele e aos seus advogados fazerem a parte de defesa, que é um direito deles. Pena que a Rádio 730 e seus funcionários indiretamente ficarão nessa sinuca de bico, pois a população está hiper revoltada com o dono da Rádio e se ele sair pode até ser linchado porque a população está do lado do Mané e da família Oliveira.

Demorou mais a polícia começou a fazer justiça agora cabe esperar o desenrolar dos fatos! Será muitíssimo complicado pro Maurício Sampaio sair ileso dessa pois a casa que o pistoleiro ficou foi alugada por Maurício Sampaio, e seria muita coincidência, além de amadorismo, mas o que importa é que a polícia perdeu o medo de encurralar pessoas poderosas e nos passa a sensação de que pode sim um rico ir pra atrás das grades por participação em crimes.

Boa matéria essa aí.

Anônimo em 4 de fevereiro de 2013 11:01

ISSO MESMO E FILHO DA PUTA TINHA Q MORRER TBEM PARA VER O QUANTO UM PAI SOFRE COM A PERCA DE UM FILHO.....

Anônimo em 4 de fevereiro de 2013 11:04

ELE PODE TER MUITO DINHEIRO MAS NÃO E TUDO FALTOU A EDUCACAO DOS PAIS DELE, O DOM MAIS PRECIOSO NA VIDA DE UMA PESSOA SE E Q SE PODE FALAR ESSE MONSTRO DE PESSOA.

Anônimo em 19 de fevereiro de 2013 23:41

Os funcionários da 730 não tem nada a vêr com relação a êsse crime monstruoso. "Segue a vida"

Anônimo em 27 de julho de 2013 16:18

Sou Cartorário de pequena cidade do interior associado à Anoreg-Go., tive o dissabor de ser assaltado pelo MEU presidente Mauricio Sampaio mancomunado com o Juiz Ary Queiroz (3ª Vara Registros Públicos de Goiânia), no episódio dos Registros der Al. Fid.... Justiça foi feita Graças ao Ministro Falcão do CNJ.

O cara (M. S.) imaginava estar acima de Deus e dos Homens....Toma BANDIDO

 
▲ Topo