Agora eu quero ver você chorar!

Por: Gabriel Nogueira

Ah, os fatos...

Sempre jogando ao meu favor e sendo relacionados formando argumentos coerentes.
Vamos lá. Aprenda comigo, aproveite a oportunidade. Mesmo já tido dito tantas besteiras, ainda há tempo de readquirirem suas credibilidades. Claro, não falo me direcionando aos torcedores, que possuem o mesmo sentimento que o meu como já foi escrito e comprovado. Porém, boa parte dos blogueiros e “jornalistas” que ficam com esse papinho de opinião, não sabem fundamentar, interligar e acima de tudo ter convicção, somente falar o óbvio ou querer prever baseado em coincidências. Olha, vou te ensinar, mas vai ser como toda mãe faz com um filho teimoso: Puxando a orelha.

Atualidade ou momento é apenas um período e um período é apenas uma parte da história. Agora, quando você ganha muito, tanto no passado, presente e futuro, não restam dúvidas da sua grandeza. Júlio César bem dizia: ‘No futebol há uma hierarquia e o Brasil é 5 vezes campeão do mundo.’ Poderia ainda citar as 4 conquistas da Copa das Confederações, segundo maior torneio de seleções. Explico: Possibilita vários continentes participarem e são campeões que chegam ali. A Eurocopa com seus europeus não são referências, tanto é fato que os clubes brasileiros e argentinos deitam e rolam em conquistas de mundiais de clubes. Diga-se: quem vos escreve já caiu nesse erro e não se perdoa. *Aliás, eu sempre critico tudo e todos, inclusive a mim, desde que eu encontre argumentos baseados em fatores profissionais, filosóficos ou princípios. Meu erro no ponto de vista das pessoas é não perdoar nunca nada e ninguém. Sem estresse, pois para mim é uma contínua busca pela perfeição, mesmo sabendo que nunca a encontrarei.   

É Sérgio Ramos, sem dúvidas alguma é uma honra golear vocês.

Fico feliz em ver o “monstro” chamado Iniesta jogando nada, sendo anulado. Aliás, este fulano junto com Xavi ainda existem? Só são reconhecidos hoje, já velhos, quase morrendo para o futebol. Agora, vai ver se eles têm o histórico de um grande jogador de verdade. Eles entram pra um grupo grande de enganadores, junto com caras como: Van Persie e Barcos afundado. Neymar foi muito criticado (não esqueci disso ainda, não adianta agora falar que ele resolveu jogar, vocês que resolveram parar de ser ignorantes), chamado de pipoqueiro, mas vai lá ver se um desses aí possuem uma história e não período como o nosso camisa 10. Foi ver? Cadê? Grande jogador disputa a Copa do Mundo com 17 anos, faz mais de 1.000 gols, mostra o dedo do meio em pleno um Maracanã lotado, faz 15 gols na competição mais importante do mundo, vira referência de uma equipe conquistando títulos importantes em tenra idade. 

 

Jogar no Barcelona por um longo tempo, equipe de períodos e consequentemente pequena não representa nada na minha convicção. Poupo Ronaldo, Romário,Rivaldo, Ronaldinho e Neymar pois foram/vão lá para um projeto, um desafio, não precisam provar mais nada para ninguém. E quer saber a verdade? Até jogando no todo poderoso Real, já que é um clube de origens espanholas e assim como a seleção não se sobressaem fora de seus mundinhos, se limitam na Europa. Lembra do Mundial de 2000? Então...Ah, agora vão dizer que eu também estou sendo preconceituoso com os espanhóis? Pois é, rapaz. Quando detonei o Sr.Pulguinha comentaram que eu fui preconceituoso para com os argentinos. Curioso, pois tenho Tévez e Raúl como ídolos. A questão é: Eu não tenho medo de escrever, jamais fico falando o óbvio e tudo o que parte de mim são com argumentos e irreverência.

Bom, nota-se que eu adotei um tom árduo em boa parte de todo esse meu discurso. Pois bem, quem foi criticado espero um e-mail de agradecimento, afinal, poucos são merecedores de toda honra e glória. Simples assim. Não gostou? Vai chorar! Será que fui eu que fiquei falando bobagens, como: A Espanha é favorita, é melhor e blá blá blá? Tem muito Maria vai com as outras nessa internet, hein? Favorita e melhor é o caralho. Aqui é trabalho, história, trajetos e glórias, meu filho!

Falando um pouco do jogo, principalmente do Brasil, pois só deu nós né não? Nós eu digo os torcedores que apoiaram desde o princípio ou fizeram críticas construtivas. Os já mencionados anteriormente são um bando de ignorantes, somente isso.

Soubemos impor nossa filosofia, tivemos todos os ingredientes. Subimos a marcação, diminuímos os espaços, tocamos bem a bola e com objetividade. Os craques apareceram. Não é atoa que hoje fala-se na seleção de Neymar, Paulinho e Fred, protagonistas entre os premiados da competição. E isso aconteceu naturalmente, com o crescimento do padrão, a continuidade.


Tempos atrás eu escrevi uma coluna intitulada assim: A convocação da convicção. Disse que Felipão estava chamando apenas quem de fato confiava e ainda citei uma frase dele mesmo: ‘Quem eu não tenho dúvidas está aqui (na lista), quem eu tenho (dúvidas)...’ Depois ainda escrevi sobre o nosso crescimento, falando em vários momentos que tínhamos – e ainda temos – repertório e estávamos (ainda estamos) no caminho certo. Outro ponto que também me chamou atenção foram as opções táticas da comissão técnica, exatamente iguais como as que eu havia analisado: Ter 3 volantes quando preciso. Nota-se: Quando Hernanes entra, sempre Paulinho e até Neymar crescem. E crescem pela qualidade técnica com o passe, drible e chute dos volantes munindo os jogadores ofensivos e criando alternativas vindo de trás, quebrando a marcação do adversário.

Aí você me pergunta a razão de eu estar citando textos que escrevi no passado. Ora, ora. Será possível? Ainda não aprendeu? Te sento a vara moleque! Eu consegui relacionar os fatos e digo isso namoral, não preciso me achar o que já sou ou pensar que sou mais dos que os outros. Tenho a convicção disso. Sempre lembrando que esses outros são minoria na minha especialidade que é internet, assim como são nos protestos. Mas, na TV, só pra citar um exemplo, tirando a Rede Globo num todo e PVC, todos os outros fracassaram. Principalmente a Band com o Neto e o Esporte Interativo com o péssimo Kajuru. Personalidade não basta depois de tudo que foi dito e existem muitos internautas que acreditam ser grandes blogueiros que foram discípulos destes e vivem metralhando a filosofia da Globo. O que essa emissora faz é dar uma grande aula de jornalismo: Informar com precisão e não manipular dando “opinião”. 

Ficar opinando muito em cima de informação é querer dar uma aula de caráter, princípios, filosofia. Além disso, possuem uma estrutura jornalística impecável, começando a informar o público desde manhã cedo, passando por programas como o Bem Estar, Encontro com Fátima Bernardes, jornais locais, Jornal Hoje, Jornal Nacional e o da noite. Tudo em horários estratégicos, naturalmente visando a audiência. Sem falar em programas como Globo Repórter e Fantástico. É fundamental sabermos que uma emissora de TV pode até ter grande influência e não utilizá-la para favorecer o povo, mas isso não é obrigação deles e é inconsequente generalizar, perseguir igual fazem com seus rivais no futebol. Podes detestar o Juvenal, o Mustafá, o Jádson ou o Valdívia, mas o nome São Paulo e Palmeiras não têm nada a ver com isso.    

Espero que tenham tirado uma boa lição de tudo o que aconteceu dentro e fora de campo nos últimos tempos, ao invés de tentar ver as coisas olhando apenas seus próprios narizes, distorcendo os fatos. Não tentem mudar a essência do país, apagar o grito do verdadeiro brasileiro. Não, não, não. Contou quantas vezes escrevi? É isso que falta. A positividade em demasia guia ao sonho, e o sonho é um mundo em que ficamos perdidos. Apesar de eu não ser cristão, encaro a bíblia como um livro de reflexão, e lá é dito: Tudo posso naquele que me fortalece. Mas também diz: Tudo é lícito, porém nem tudo me convêm. Agora, aceitando críticas, se cobrando no dia-a-dia, é possível essa pequena minoria cada vez mais se juntar a nós, os batalhadores brasileiros. Nós que trabalhamos para ganhar uma merreca, não ganhamos nada material dos nossos pais e sim conquistamos com o suor sabemos da realidade.

1 comentário

Gabriel Tramarin em 4 de julho de 2013 11:28

Muito bom o texto, faltou uma assinatura minha no final kkk, bem ao 'Estilo Nogueira'. Pessoal é muito trouxa, falei disso no meu texto também. Ficam cheio de pessimismos e etc e deixam de analisar os fatos. Em 2002 foi assim e fomos campeões do mundo, só pra citar como exemplo.

Pessoal esquece que temos os melhores jogadores do mundo e que somos penta campeões. Nem é questão de soberba, são realidade que esquecemos e aí acabam idolatrando futebol de toque. Eu apontei a Espanha como favorita, mas foi com um pé atrás.

Contra a França o Brasil demonstrou que tinha sim condições de ganhar e que tinha um time 90% pronto. Foi uma partida excelente, uma das melhores do Felipão. E poucos enxergaram isso.

 
▲ Topo