Curiosidades: Jogador do Treze-PB que errou pênalti com cavadinha contra o Botafogo foi dispensado!

Jefferson (Botafogo) e Léo Rocha (Treze) (Foto: Reprodução (Sportv))

"CAVOU" A PRÓPRIA COVA!
LÉO ROCHA, MEIO-CAMPISTA DO TREZE-PB, FOI DISPENSADO APÓS BATER PÊNALTI COM CAVADINHA E DESPERDIÇAR A COBRANÇA AJUDANDO A ELIMINAR SUA EQUIPE

A diretoria do Treze-PB não perdoou o pênalti perdido pelo meia Léo Rocha na última quarta-feira no Engenhão contra o Botafogo. Considerado o responsável pela eliminação, o jogador foi desligado do elenco e nem retornou mais para a cidade de Campina Grande-PB.

A informação foi repassada por membros da delegação presente no Rio de Janeiro, mas a direção do clube ainda não se pronunciou, mas garante também que Léo Rocha sequer retornou ao hotel em que o time estava hospedado na cidade. Após a chegada do Treze-PB em Campina Grande, a cúpula alvinegra se reunirá com o departamento jurídico do clube para tomar a melhor decisão, mas que a demissão já está consumada.

leo rocha treze paraíba (Foto: Thales Soares/GLOBOESPORTE.COM)
Presidente do Treze-PB, Fábio Azevedo fala com Léo Rocha ainda nos vestiários do Estádio Engenhão

Léo Rocha se transformou no grande vilão da eliminação na Copa do Brasil após tentar uma “cavadinha” no pênalti que deixaria a disputa empatada e forçaria mais uma série de cobranças. Além disso, pode ter pesado contra o jogador o episódio de quase agressão ao gerente de futebol Gil Baiano no vestiário do Engenhão. O jogador quase partiu para a briga com o dirigente após sofrer duras críticas pelo pênalti desperdiçado.

O goleiro Jefferson, do Botafogo, admitiu ontem (5ª feira) ter exagerado na reação após defender a cobrança de pênalti de Léo Rocha, do Treze-PB. Após fazer a decisiva defesa, o botafoguense correu até o meia do time paraibano e gritou: "Aqui não!". Apesar de reconhecer o excesso, Jefferson disse que não foi a cobrança de Rocha que motivou sua atitude. "Posso ter exagerado um pouco, eu assumo", disse. "Depois do jogo de lá, teve jogador que deu entrevista dizendo que não tinha que respeitar o Botafogo. Não foi nada pessoal com o Léo Rocha. Depois do jogo, fiquei sabendo que ele sempre bate assim", disse Jefferson.

Também na 5ª feira, um dia após a eliminação da equipe paraibana, o presidente do Treze-PB indicou que deverá dispensar o atleta. "Só vou me posicionar oficialmente amanhã (sexta) ou na segunda, mas vou dizer uma frase sobre este episódio, para que vocês entendam bem: aqui no Treze só trabalha vencedor", afirmou o presidente Fábio Azevedo. Para o técnico Marcelo Vilar, do Treze-PB, faltou responsabilidade ao atleta. "Ele foi ousado demais", disse Villar. A falha na cobrança definiu a vitória do Botafogo nas penalidades por 3x2.

O meia Léo Rocha é carioca e tem 27 anos. Ele chegou ao Treze de Campina Grande-PB no início do ano, vindo do futebol do Azerbaijão, onde atuou em quatro times da primeira divisão. Léo é irmão de criação do paraibano Carlinhos Paraíba e já jogou também por clubes como Madureira, Olaria, Paraná e Portuguesa. Já jogou também no Desportivo Lara, da Venezuela.



3 comentários

Blog Futebol Mundo da Bola em 23 de março de 2012 12:38

Oi, tudo bem?
Te convidamos a dar uma olhada na primeira edição do nosso jornal semanal. Também estamos com uma enquete sobre o que os leitores acham do blog, e sua opinião será muito importante.
Abraço.

futebolmundodabola.blgospot.com

Anônimo em 23 de março de 2012 14:08

Ele fez besteira, quis aparecer mais que o time mas não era pra tanto!

MIchel Oliveira em 5 de abril de 2012 14:16

Olha acho que uma multa e 30 dias treinando em separado já ia valer se toda empresa fosse dispensar funcionário ruim o mundo ia acabar...acho que ele errou mais ai faltou mais conversa para tipo todos baterem com mais vontade e não fazer firula..acho que isso é culpa da comissão técnica também faltou dialogo.

 
▲ Topo